Consulta de Emagrecimento

imagem

A obesidade é um dos maiores problemas de Saúde Pública do Séc. XXI e, segundo a OMS, a sua prevalência triplicou nos países da União Europeia nos últimos 30 anos, sendo que o número de pessoas afetadas continua a aumentar de forma preocupante, especialmente nas crianças. Para além disto, a obesidade é responsável pelo excesso de gordura localizada, abdominal e visceral, responsáveis por diversos problemas de saúde: Doenças Cardiovasculares, Insuficiência Cardíaca, Hipertensão Arterial, Diabetes Melitus tipo 2, Dislipidemias, Osteoartrite, Apneia do sono e alguns Cancros. A nível psicológico podem surgir sintomas de ansiedade, depressão, baixa auto-estima, doenças do comportamento alimentar (bulimia, anorexia, compulsão alimentar), entre outras.

Por tudo isto é cada vez mais importante intervir de uma forma multidisciplinar e precoce.

Na verdade, não existe uma "fórmula mágica" para o emagrecimento. Duas pessoas não são iguais, pelo que um Plano Alimentar que funcione para uma pessoa, pode não funcionar para outra. As dietas "milagrosas", normalmente, induzem à perda de água e massa muscular, quando o objectivo do emagrecimento é a perda de massa gorda. Qualquer Plano Alimentar deve ser prescrito por um Nutricionista, depois de uma recolha de dados clínicos e de um exame físico rigoroso. Há que ter em conta as variâncias individuais, patologias, medicação, estilo de vida, peso, entre outros factores.

Só assim, pode ser aconselhado um Plano Alimentar específico, equilibrado e sem riscos para a saúde.

Coordenadora: Dra. Isabel Barros