Oncologia

A Oncologia Médica trata as Doenças Oncológicas, mais vulgarmente conhecidas por Cancro, Neoplasia ou Tumor. Esta especialidade orienta o Tratamento (sendo responsável pela Quimioterapia), a Prevenção, o Diagnóstico Precoce e o Seguimento Médico após o tratamento inicial.
Se é fumador ou tem antecedentes na família de Cancro beneficiará de uma Consulta de Prevenção, no sentido de conhecer as medidas que poderá implementar no seu dia-a-dia para prevenir o Cancro e conhecer os Rastreios adequados ao seu sexo, idade e história pessoal.
Se não se sente bem, emagreceu, apresenta perdas de sangue inexplicáveis, anemia (ou outros sintomas ou sinais) poderá beneficiar de uma Consulta de Diagnóstico Precoce.
Se já lhe foi diagnosticado um Cancro e gostaria de compreender melhor as características da doença, a sua evolução, o seu estadio ou as possíveis terapêuticas, beneficiará com uma Consulta de Seguimento.

De forma sintética pode dizer-se que cada tipo de cancro tem o seu tratamento específico, condicionado pelo subtipo histológico, localização e estadio, entre outras características citológicas, histológicas ou genéticas das células. O tratamento oncológico é também individualizado, respeitando o estado geral, as comorbilidades e a vontade do doente.
O tratamento pode ser local (ex: cirurgia ou radioterapia) ou sistémico (quimioterapia ou hormonoterapia); pode ter uma intenção curativa (habitualmente após a cirurgia, o doente efectua outros tratamentos adjuvantes ou complementares) ou paliativa (alívio dos sintomas ou melhoria da qualidade de vida).
Se foi tratado de uma doença oncológica com sucesso, não esqueça a necessidade de manter Vigilância Periódica. Os tratamentos cirúrgicos, médicos ou outros, podem deixar cicatrizes ou outras sequelas e aumentar o risco de ter outras neoplasias. A implementação de hábitos de vida saudáveis e o cumprimento dos planos de Rastreio podem prevenir a recorrência ou o aparecimento de uma nova doença.

Sabia que...
O principal Grupo Multinacional de Especialistas em Cancro da Mama reuniu em Março de 2011 e fiz um alerta para a evidência crescente que o excesso de peso/ obesidade (e outras doenças associadas a esta, como a Diabetes mellitus mal controlada) poderá aumentar o risco de cancro da mama inicial ou a sua recorrência.
Na Reunião da Sociedade Americana de Oncologia do ano 2011 (ASCO) foi apresentado um trabalho de Investigação que defende o benefício do Rastreio do Cancro do Pulmão nos doentes Fumadores com TAC (tomografia axial computorizada).